Facebook
 
HISTÓRICO


O movimento jurídico-espírita surge no Brasil no final dos anos 1999, com a ABRAME (Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas).
Depois, em 2000, nasce a UDESP (União dos Delegados Espíritas do Estado de São Paulo).

Na sequência, também no início dos anos 2000, despontam as AJEs (Associações Jurídico-Espírita), que congregam espíritas operados do direito em geral, numa perspectiva global, com vínculo no objeto (jurídico-espírita) e não nos sujeitos.